COMO CORRIGIR O SEU AMIGO PATUDO!

Se a pandemia nos trouxe mais tempo em casa com os nossos companheiros de 4  patas, trouxe também à luz do dia muitos dos seus problemas comportamentais que,  com mais tempo de convívio, deixam os nervos de qualquer dono à flor da pele.  

Mas não é caso para entrar em pânico ou desesperar! Na maioria das vezes, estes  comportamentos podem ser corrigidos com pequenos exercícios, mudanças de  comportamento dos próprios donos (sim, leram bem!) e, em último caso, treinos  assíduos de reeducação. Hoje deixo-vos algumas dicas de como contornar aquele  comportamento do vosso patudo que vos tira a paz de espírito…! 

SABER IMPOR LIMITES  

Todos sabemos que os olhinhos adoráveis dos nossos cães – principalmente quando ainda são cachorrinhos – podem muito bem levar a melhor de nós na hora de corrigir. No  entanto, os cães são seres extremamente inteligentes, e rapidamente vão perceber que  poderão escapar a qualquer ralhete com esta técnica. É muito importante resistir! Os cães  pequenos são como crianças, e precisam de ser corrigidos no momento certo!  

Por exemplo: um cachorrinho que mordisca quando é pequenino, não aleija o dono e  por isso não é corrigido (merecendo ainda uns mimos extra por ser tão fofo). Não percebe  porque é que, passados uns meses e já com o dobro do tamanho, já não é aceitável  morder… e por isso, irá continuar a fazê-lo, mesmo que magoe o seu dono com a  mordida, porque sempre foi um comportamento positivo até então. 

Resistam aos olhinhos, e mostrem quem manda em casa! 

Correções Positivas SEMPRE  

A agressão NUNCA é a solução para corrigir um comportamento inadequado. No  máximo, o que trará ao cão é medo e trauma, o que poderá trazer imensas complicações  comportamentais e de saúde ao seu animal. No caso de o seu cão fazer xixi num sítio  errado – ao bater-lhe, ele irá assimilar que o próprio ato de fazer xixi é errado, ganhará  medo de o fazer e poderá mesmo tentar ao máximo aguentar podendo, claro, trazer  graves complicações à sua saúde (coprofagia – esconder xixi e comer as próprias fezes). 

A melhor solução é sempre a compensação positiva, dando petiscos ou carinhos  sempre que ele faz bem, para que ele compreenda que o comportamento que quer que  ele faça é um comportamento positivo. Para corrigi-lo, experimente fazê-lo vocalmente,  ou através de sons que o incomodem, mas sem nunca o magoar. Assim terá um cão feliz,  sem traumas e bem comportado! 

Não mostrar parte fraca  

Uma situação recorrente nos meus alunos e nos seus donos é que, muitas vezes, os  exercícios funcionam só comigo, ou os cães obedecem aos donos apenas quando eu  estou presente. Isto pode ser muito frustrante, mas o motivo é muito simples: a falta de  persistência. 

Por muito difícil que seja chegar a casa ao fim de um dia de trabalho, e ter de manter  uma postura líder e corrigir o vosso cão, é fundamental que assim seja, até o vosso patudo  estar ensinado. Caso contrário, ele irá perceber qual é o vosso limite, e tentará ao máximo  quebrar-vos, para poder fazer as traquinices todas à sua vontade!  

Assim, é crucial que se mantenham firmes nos vossos exercícios, e mostrar-lhes que  continua a ser errado subir à mesa de jantar/comer as plantas/ladrar para a porta de  casa, mesmo ao fim do dia com os donos cansados! 

Em casos especiais de cães com traumas – de onde vêm geralmente comportamentos  agressivos, medos, ansiedades -, ou comportamentos que não conseguem de todo  corrigir, é sempre bom procurar um especialista em comportamento canino, que vos  possa direcionar e ajudar a tornar a sua vida e a do seu patudo mais feliz – é para isso que  aqui estou! 

Biografia:

O meu nome é Nayara Borges, tenho 27 anos, e sou do Brasil, vivendo atualmente em  Lisboa. Desde os 9 anos que trabalho com treino canino, sempre ao lado do meu pai, que  me deu as bases para desenvolver a minha paixão por comportamento animal.  Especializei-me e trabalhei com treino canino doméstico e policial, e mais tarde percebi  que a minha vocação em comportamento animal se estendia a todos os animais,  começando a trabalhar com conservação e condicionamento de animais exóticos.  

Atualmente, estou em Portugal a desenvolver o meu projeto pessoal de Conservação,  que complemento com a minha paixão por comportamento e treino canino! Podem  saber mais no meu website ou no meu instagram!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s