A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO CANINA

A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO CANINA

Mas afinal qual é a grande dificuldade de educar um cão? Para muitos, e na maioria dos casos em que sou chamado para intervir, a grande dificuldade dos donos/detentores, é claramente, desconhecerem ou sentirem-se incapazes de incutir/proporcionar a devida e necessária educação aos seus cães. São animais que escolheram para seus companheiros e componentes da família por grande parte do tempo das suas vidas.

Na prática, trata-se de fazer com que o cão entenda a importância dos donos/detentores na sua vida, tornando-se assim num elemento da mesma, contudo respeitador, ciente de uma hierarquia, funcionando agora, mais com o seu instinto gregário e menos com o de liderança.

O cão, sendo um animal de matilha e obedecendo a mesma a uma hierarquia, não reconhece nos humanos capacidades de liderança tendendo a assumir a mesma, reconhecendo-a apenas se o dono/detentor lhe salvaguardar a sobrevivência, estabelecer confiança e incutir respeito.

Consequentemente, caso não seja prematuramente educado e integrado na nova família (a nova matilha, com um novo líder, o humano), surgem problemas de comportamento, que devem ser controlados/evitados.

É por isso de sobeja importância para o dono/detentor, estabelecer regras e limites para que o cão entenda a sua posição na nova família.

Falemos das regras:

O cão deve ter regras para comer, dormir e, inclusive, rotinas de idas à rua.

1- Alimentação:

A comida deve ser valorizada pelo cão, para que seja eficaz aquando do seu surgimento em qualquer adestramento, não devendo ficar, por isso, à disposição, na ausência do dono.

2- Dormida:

Devemos também dar ao cão os seus locais de eleição para dormir que devem ser diferentes dos nossos, para que ele os entenda como locais de paz e não de excitação, não dando azo a situações como mordidas pela disputa do sofá ou cama, situações que irão agravar a atitude do cão sempre que os quisermos, depois, retirar desses mesmos locais.

Aconselha-se por isso um canil, caixa de viagem, ou simplesmente uma cama, devendo o mesmo ser ensinado a ter as suas horas de repouso.

Desta forma já estaremos a estabelecer limites ao cão sem ter de impor castigo.

3- Idas à rua:

Os cães devem ter rotinas bem definidas como, por exemplo, as horas de ida à rua essenciais para que se sintam felizes, socializem e não se tornem agressivos perante o desconhecido.

Estas saídas são também úteis para a satisfação das necessidades fisiológicas, que por norma devem ocorrer a seguir aos períodos de descanso que deverá suceder o período de alimentação.

Esta é a melhor altura para ir à rua pois para além de satisfazer as necessidades fisiológicas, é quando o cão tem mais energia para gastar, resultando posteriormente num melhor comportamento em casa.

Resumidamente, o estabelecimento de regras fará com que a relação entre cão e dono se fortifique e consequentemente o seu comportamento se torne menos problemático.

Para que se entenda também a ideia geral e ensinar o cão a agir socialmente de forma equilibrada, respeitando o grupo já existente (família), deixo aqui uma dica:

Faça sempre o seu cão associar o nome dele a algo positivo, evitando punir usando o seu nome para que ele responda sempre ao chamamento.

Cuide deles, que eles cuidam de si!

Biografia: 

Marco Paulo Soares Pereira, 38 anos.

Proprietário da empresa: Reino das Peripécias Caninas (2018)- Treino de obediência básica e avançada, terapia comportamental, nutrição, saúde e profilaxia, desde 2019.

Saliento a colaboração e apoio do ex-colega meu amigo Miguel Guerrinha

Aptidões profissionais:

Etólogo Canino, Formado em etologia avancada pelo CCVL (Centro Canino de Vale de Lobos) – As competências primam-se pelo treino de obediência básica e avançada, terapia comportamental, nutrição,saúde e profilaxia.

Toda uma vida apaixonado, dedicado e proprietário de cães.

Raça predileta – Pastor Alemão, atualmente proprietário de 3 exemplares, que auxiliam na execução de tarefas/trabalho no Reino de Peripécias Caninas, tais como exibições, exemplos de obediência, etc.

                  O meu lema é: Cuide deles, (dos cães) que eles cuidam de si.

Gostaria também de mencionar alguns nomes que me apoiaram nesta decisão e trajeto Paulo Lopes (amigo e apaixonado pela raça Pastor Alemão), Juliana Santos (amiga e colaboradora), Luis Miguel (amigo e ex colega de trabalho), André Franco (Idem) Tomas Pereira (sobrinho), Sofia Apolinário (esposa), Armandina Soares (mãe), Fernanda Mansilha( amiga e editora do artigo), Todos os alunos até hoje.

Facebook | Instagram

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s