Se não sabe, não invente: como escrever conteúdos para o seu site?

Se tem um site e já fez alguma pesquisa sobre “Marketing Digital”, de certeza lhe apareceu a expressão “Marketing de Conteúdo”. Mas o que é isso do Marketing de Conteúdo? E porque é que ninguém lê o que escreve no seu blog?

O que é o Marketing de Conteúdo?

O Marketing de Conteúdo é uma estratégia de marketing focada na produção e divulgação de conteúdo, como artigos de blog, ebooks, infográficos ou vídeos. A ideia é que este conteúdo ofereça algo útil ao seu público-alvo e, portanto, atraia novos clientes.

Este conceito é central também para o Inbound Marketing, conhecido como “Marketing de Atração”. O Inbound usa o conteúdo não só para atrair clientes, mas também para os educar durante todo o processo de compra, o que os torna mais seguros das suas decisões.

Então, basta escrever um post? 

Não é bem assim. Se está a pensar produzir Marketing de Conteúdo, precisa de ter alguns cuidados para os seus posts apareçam bem posicionados no Google. Caso contrário, como é que os leitores vão chegar até ao seu site?

Como escrever Marketing Conteúdo: mais do que um bom texto

O que é o SEO?

A primeira coisa que tem de aprender para escrever Marketing de Conteúdo é SEO. “SEO” significa “Search Engine Optimization” ou, em bom Português, “otimização para motores de busca”. Para otimizar o conteúdo para SEO, retenha estas três regras:

  • precisa de incluir a palavra-chave um determinado número de vezes (1 ou 2 vezes por cada 100 palavras);
  • incluir as palavra-chave em partes estratégicas do texto (nos títulos e subtítulos, no alt text, no URL do post e no meta conteúdo);
  • o texto precisa de ter uma estrutura bem definida, com vários subtítulos (H2) e outras subsecções (definidas como H3 e H4). Cada secção não deve ter mais de 300 palavras.

O que é a “readability” ou facilidade de leitura?

Além disso, o texto também deve ser fácil de ler. Muitas vezes, a facilidade de leitura é conhecida pela palavra inglesa “readability”. É importante tanto para ranquear bem, como para garantir que os seus leitores conseguem perceber o conteúdo facilmente. Deste modo:

  • evite as frases excessivamente longas, que dificultam a leitura. Experimente usar uma linguagem direta (por exemplo, “peça um orçamento” em vez de “pode pedir um orçamento”) e seja moderado com o uso do gerúndio e dos tempos compostos;
  • opte por frases na voz ativa e evite a voz passiva (por exemplo, “a nossa equipa verifica o produto antes de enviar” em vez de “o produto será verificado pela nossa equipa antes de enviar”);
  • use elementos de ligação entre as frases para que a leitura seja mais fluída e estabelecer uma causa-consequência. (por exemplo, escreva “as pulgas são mais comuns no erão, mas podem aparecer em qualquer altura do ano. Por isso, dê um anti-pulgas ao seu gato a cada três meses” em vez de “As pulgas são mais comuns no verão, embora possam aparecer a qualquer altura. Deve dar um anti-pulgas ao seu gato a cada três meses”).

Adapte-se à sua audiência

Por fim, lembre-se que o que é muito claro para si pode ser obscuro para a sua audiência. Para escrever Marketing de Conteúdo, ajuste o tom e o tipo de vocabulário ao seu público-alvo:

  • use comparações para explicar conceitos mais difíceis;
  •  procure alternativas para os estrangeirismos;
  • nunca use gíria sem explicar primeiro o significado. 

Já não lhe parece tão fácil escrever Marketing de Conteúdo, procure um escritor de conteúdos no porto e escritor de conteúdos em lisboa através da Fixando. Se não sabe, não invente: deixe o profissional escrever!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s